Um deputado aliado de Eduardo Cunha quer aprovar
um Projeto de Lei para permitir que igrejas furem a fila
em processos judiciais e administrativos,
passando à frente dos cidadãos comuns.
Não podemos permitir isso!

Vamos barrar as igrejas fura fila!

Quem você vai pressionar (60 alvos)
    Como funciona?
    1. Estamos ligando para o seu alvo
    2. Assim que alguém atender do lado de lá, vamos te ligar
    3. Quando você atender, conectamos as ligações
    4. Agora é com você!

    0
    pessoas já se mobilizaram contra o PL

    Em 2015, o deputado evangélico Fábio Silva (PMDB) tentou aprovar uma lei que multava quem fizesse sátiras religiosas. Conseguimos, naquela época, reunir milhares de cidadãos e humoristas que se organizaram contra o projeto e enterramos a censura. Agora, o mesmo deputado, fiel aliado de Eduardo Cunha, tenta aprovar uma lei ainda mais absurda: ele quer que as igrejas tenham prioridade em procedimentos administrativos ou judiciais no Estado do Rio. Hoje, essa regra vale apenas para idosos e/ou pessoas com deficiência.
    Ou seja, se você entrar com um pedido de alvará e uma igreja qualquer também, o processo dela será julgado na frente. Se você estiver aguardando uma sentença judicial e uma igreja também, o julgamento dela será na sua frente.
    O projeto foi aprovado em primeira votação no dia 13 de junho, e pode voltar à pauta a qualquer momento!

    Precisamos encher a caixa de mensagens dos deputados estaduais exigindo que o projeto seja derrubado. Não podemos permitir que igrejas conquistem mais esse benefício!

    O Estado é laico e deve continuar sendo!




    Esses são os deputados e deputadas a favor que igrejas furem filas!

    ANA PAULA RECHUAN (PMDB)
    ARAMIS BRITO (PHS)
    BENEDITO ALVES (PRB)
    CARLOS MACEDO (PRB)
    CIDINHA CAMPOS (PDT)
    CHIQUINHO DA MANGUEIRA (PTN)
    CORONEL JAIRO (PMDB)
    DANIELE GUERREIRO (PMDB)
    DICA (PTN)
    DIONISIO LINS (PP)
    DR. DEODALTO (DEM)
    EDSON ALBERTASSI (PMDB)
    ENFERMEIRA REJANE (PCdoB)
    FABIO SILVA (PMDB)
    FATINHA (SDD)
    FIGUEIREDO (PROS)
    FLAVIO BOLSONARO (PSC)
    GERALDO PUDIM (PMDB)
    GIL VIANNA (PSB)
    IRANILDO CAMPOS (PSD)
    JANIO MENDES (PDT)
    JOÃO PEIXOTO (PSDC)
    LUCINHA (PSDB)
    LUIZ MARTINS (PDT)
    MARCELO SIMÃO (PMDB)
    MARCIA JEOVANI (DEM)
    MARCIO PACHECO (PSC)
    MARCUS VINICIUS (PTB)
    MARTHA ROCHA (PDT)
    MILTON RANGEL (DEM)
    NIVALDO MULIN (PR)
    PAULO MELO (PMDB)
    PEDRO AUGUSTO (PMDB)
    RAFAEL PICCIANI (PMDB)
    ROSENVERG REIS (PMDB)
    SAMUEL MALAFAIA (DEM)
    TIA JU (PRB)
    TIO CARLOS (SDD)
    ZAQUEU TEIXEIRA (PDT)
    ZÉ LUIS ANCHITE (PP)
    ZITO (PP)

    CARLOS MINC (S/ PARTIDO)
    ELIOMAR COELHO (PSOL)
    FLAVIO SERAFINI (PSOL)
    LUIZ PAULO (PSDB)
    MARCELO FREIXO (PSOL)
    PAULO RAMOS (PSOL)
    WALDECK CARNEIRO (PT)
    ZEIDAN (PT)
    WANDERSON NOGUEIRA (PSOL)

    contato@meurio.org.br
    POR QUE O MEU RIO ENTROU NESSA?

    O Meu Rio acredita que uma cidade justa é uma cidade onde não haja grupos que tirem vantagens em filas. As igrejas e templos religiosos já desfrutam de uma série de benefícios e isenções, então não é justo que cidadãos comuns, que já esperam muito tempo por decisões da justiça, tenham que esperar ainda mais porque as igrejas querem passar na frente.
    Em 2015, esse mesmo deputado tentou propor uma lei onde humoristas eram censurados. Agora, ele reaparece querendo acabar com o Estado laico. Não podemos permitir isso! Pressione!